Quem nos inspira

Quer saber um pouco mais sobre as pessoas e ideias que nos estimulam e despertam nossa vontade de realização?

Confira alguns exemplos e inspire-se também.

John Mackey e o Capitalismo Consciente

Crédito: Conscious Capitalism

Crédito: Conscious Capitalism

 

O americano John Mackey é um executivo de bastante sucesso. Fundador e CEO da rede de varejo de produtos orgânicos Whole Foods, Mackey poderia se dar ao luxo de gerir os seus negócios e simplesmente enriquecer. Entretanto, sua visão foi além do que poderia, até tempos atrás, ser considerado o objetivo único de uma empresa: gerar lucro.

Ele acredita que todo negócio deve ser guiado por um propósito maior do que o de fazer dinheiro. Além disso, segundo ele, é preciso criar valor para todos os públicos com os quais se relaciona.

Esse pensamento deu origem ao movimento chamado Capitalismo Consciente, que tem como base quatro princípios fundamentais:

Fonte: Capitalismo Consciente Brasil

Otto Scharmer e a Teoria U


A Teoria U é uma metodologia, desenvolvida pelo economista americano e professor do Massachussets Institute of Technology (MIT) Otto Scharmer, para ajudar a promover mudanças e aumentar a produtividade em qualquer tipo de organização.

Trata-se de uma tecnologia social, um “framework” que ajuda lideranças a intervirem em um sistema gerando transformações. A metodologia parte da construção de objetivos comuns a partir de uma profunda conexão com realidade. E, a partir daí, busca criar protótipos de soluções concretos para o tema desenvolvido.

Fonte: Presencing Institute

Sistema B

Criado nos Estados Unidos, o Sistema B é um movimento global que busca redefinir o conceito de sucesso nos negócios e identificar empresas que utilizem seu poder de mercado para solucionar algum tema social e ambiental. Tais empresas são reconhecidas por resolver problemas sociais e ambientais a partir dos produtos e serviços que vendem, bem como por meio de suas práticas laborais, socioambientais, comunidades, fornecedores e seus públicos de interesse.

Para tanto, passam por um rigoroso processo de certificação que examina todos os aspectos da empresa. Além de terem que atender a padrões de desempenho mínimos, precisam assumir forte compromisso com a transparência ao relatar publicamente seu impacto socioambiental e, eventualmente, realizar mudanças legais para proteger sua missão ou finalidade comercial e, portanto, combinar interesse público com o privado – o que contribui para reforçar a confiança entre cidadãos, clientes, colaboradores e investidores.

Fonte: Sistema B

Leia mais em:

http://www.sistemab.org/br

O Instituto Yiesia acredita no poder da transformação por meio do conhecimento que leva ao exercício da liderança.

+55 (11) 5571-0559

+55 (11) 3078-4285

yiesia@yiesia.com.br

Produtos e
Serviços