Compliance 3.0 – a visão do futuro.

22/01/2018

Compliance 3.0 – a visão do futuro.

Concluí o artigo Compliance 3.0 – a diferença impactante lembrando que ele é bastante inovador e, desta forma, o caminho se construirá durante a jornada. Então… vamos começar a criar essa estrada?

Acredito que a pedra fundamental e os principais pilares para o sucesso no desenvolvimento, fortalecimento e consolidação de um Programa de Compliance realmente inovador são certamente o comprometimento e principalmente a prática de todos os funcionários em todos os níveis da instituição, sem exceção. O seu êxito se baseia predominantemente nos profissionais de Compliance do que nas técnicas e metodologias a serem aplicadas que não obstante a sua importância na evolução proposta, são um pouco mais fáceis de serem executadas e ajustadas em comparação ao comportamento humano.

Questiono, portanto, se a conduta desses “atores” da cena organizacional deve se alterar com a chegada do Compliance 3.0 e suas renovações em relação aos programas atuais. Se por um lado existe uma natural resistência a mudanças e novidades, por outro suponha – talvez por atuar há certo tempo na área – que a lógica determinante para o posicionamento estratégico de Compliance não se modificaria, pois deveria ter sido sempre a mesma. Desse modo, não haveria temas com os quais se adaptar, nem para o time de Compliance, nem para os demais profissionais da instituição.

Não é tão simples assim e a realidade se apresenta num grau mais complexo. Nem todos estão em sintonia e, sequer imaginá-lo, já seria uma catástrofe. Consequentemente, tanto a Alta Administração e os demais gestores da instituição, quanto a equipe de Compliance terão que se adequar e se transformar.

Por uma perspectiva, a instituição e seus administradores, na grande maioria dos casos, têm dificuldade em entender os princípios básicos de governança corporativa, seus benefícios e também não conseguem perceber o valor agregado proporcionado e a proteção à instituição e aos funcionários. É preciso ainda que compreendam os papéis e as responsabilidades primordiais de cada uma das linhas de defesa e os assumam integralmente. Não compete mais indagarem: “Onde estava o Compliance que não viu isso?” São as primeiras linhas de defesa as responsáveis por implantar os controles necessários e os procedimentos apropriados para preservar a instituição com o suporte inequívoco de Compliance e de áreas de governança, e com a supervisão da Auditoria Interna. Destaco aqui a obrigação dessas áreas de conhecerem a operação para executar seus papéis com propriedade.

Considero, por outro ângulo, que é o time de Compliance, principalmente na figura de seu gestor, o grande responsável por disseminar e harmonizar aqueles entendimentos, princípios básicos e benefícios, pois, frequentemente, nem a sua equipe tem ainda a senioridade para alcançar a repercussão dos pareceres e para também perceber que a área deve ter um compromisso primordial em agregar valor à instituição e não apenas ser aquela que simplesmente verifica a aderência às normas.

Quero compartilhar uma das estratégias que usei e ainda costumo por em prática para a aproximação entre os diversos setores da empresa, que de tão primária pode parecer tola. Quando assumi meu atual posto, um dos objetivos cruciais era conciliar  o Compliance com as demais áreas e desmistificar nossa atuação. O que fiz foi tão elementar quanto perguntar aos outros departamentos: “Vamos conversar?” Fiquei muito feliz em ouvir recentemente de uma colega, gestora do Marketing, que na sua percepção o que mais impactou positivamente a empresa no momento em que tomei posse foi justamente a minha disponibilidade e meus convites para “conversas”.

Penso que é muito mais razoável, prático e inteligente concluir que a mudança se inicia pela equipe de Compliance pelo simples fato de ser este o lado do diálogo que podemos efetivamente administrar.

Então, vamos conversar?

(Angelo Calori, 2018)

Angelo Calori é executivo de Compliance com experiência em Governança Corporativa e Gestão de Riscos. Quer entrar em contato com o Angelo? Clique aqui.

Curadoria de Conteúdo: Ana Paula P. Candeloro

Tags: , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O Yiesia acredita no poder da transformação por meio do conhecimento que leva ao exercício da liderança.

+55 (11) 5571-0559

+55 (11) 3078-4285

yiesia@yiesia.com.br

    Assessoria de Imprensa

+55 (11) 3676-1637

+55 (11) 3586-8539

daniela@evcom.com.br

Produtos e
Serviços